sábado, 10 de outubro de 2009

DITOS de RICARDO PASSOS


"(...) Portugal tem uma longa tradição de ditos e provérbios populares. Passos não é indiferente a esta realidade, abordando-a com ironia e humor, transportando os provérbios para os seus significados literais, despindo-os das suas metáforas originais, mas carregando-os de novos significados.
“A cara de um é o focinho do outro”, por exemplo, mostra-nos, de um modo cortante, o ridículo da expressão em que um focinho de porco toma o lugar de um nariz. Deste modo, recorrendo ao absurdo, o artista questiona e leva-nos a questionar a validade dos provérbios populares.A coerência visual é tão importante como a coerência conceptual no trabalho de Ricardo Passos. Nesta exposição apercebemo-nos da ironia, do humor e da crítica social que caracterizam todo o seu trabalho."

quarta-feira, 26 de agosto de 2009

terça-feira, 25 de agosto de 2009

NOTÍCIAS DE CASTELO DE VIDE





A escultora Maria Leal da Costa está representada na exposição Pontes Luso-Galaicas que a Galeria Vieira Portuense organizou no Clube dos Fenianos, junto à Câmara Municipa da cidade do Porto, com uma escultura em mármore de Estremoz e aço Corten (vd imagem junto).Trata-se de uma mostra colectiva que contará com a participação de diversos artistas portugueses e espanhóis, e que será uma forma de assinalar a comemoração dos 900 anos do nascimento de D. Afonso Henriques. © NCV

quinta-feira, 20 de agosto de 2009

quarta-feira, 12 de agosto de 2009

terça-feira, 11 de agosto de 2009

FLICKR



Yolanda Carbajales e sua gravura (foto de Marcelo Léonard)

No Clube Fenianos Portuenses, (Rua dos Fenianos, nº 29, da cidade do Porto - ao lado da Câmara Municipal do Porto)está patente ao público, até 13 de Agosto, a Exposição Colectiva de Pintura Escultura, Cerâmica, Fotografia e Tapeçaria, que reune mais de cem obras de 48 artistas plásticos oriundos de várias latitudes, de Évora até à Corunha, numa notável Ponte Luso-Galaica.

ARTMAJEUR


• Tema : COMEMORAÇÃO DOS 900 ANOS DO NASCIMENTO DE D.AFONSO HENRIQUES•

• Descrição : Evento comemorativo dos 900 anos do nascimento de D. Afonso Henriques, o 1º Rei de Portugal, a ter lugar no salão nobre da instituição. Falar-se-á da independência de Portugal e do relacionamento com a Galiza. Concomitantemente far-se-á uma mostra colectiva de arte de autores portugueses e galegos.

PONTES LUSO-GALAICAS NA "GALERIA ABERTA"


Ricardo Passos na exposição PONTES LUSO-GALAICAS
Ricardo Passos participa com duas obras na exposição PONTES LUSO-GALAICAS, promovida pela Galeria Vieira Portuense e a realizar no Clube dos Fenianos Portuenses. Esta mostra de arte, que comemora os 900 anos do nascimento de D. Afonso Henriques, e que conta com artistas plásticos portugueses e galegos, pretende ser um elo de união de dois povos que, ao longo de 9 séculos nunca deixaram de ser cúmplices, apesar das fronteiras que os poderes dominantes tecem.Uma exposição a inaugurar a 18 de Julho de 2009, pelas 18:00 horas.Rua dos Finianos, 19 - Porto (ao lado da Câmara Municipal do Porto)
Postado por António Dulcídio S. Pinto Coelho às 12:26

PONTES LUSO-GALAICAS NOS JORNAIS GALEGOS




sexta-feira, 24 de julho de 2009

quarta-feira, 22 de julho de 2009

terça-feira, 21 de julho de 2009

Um Bodegón de Carmen Calviño



Duas aguarelas de Francisco Garcia Rey


Imaginários de Carlos Godinho



Outros imaginários de Maria Arceu




AS MENSAGENS ESOTÉRICAS DE MARIA ARCEU E AS RECRIAÇÕES DE CARLOS GODINHO

UMA EMBAIXADA DE LUXO DAS TERRAS ALTAS DA GALIZA
Maria del Carmen Calviño, Yolanda Carbajales, Sara Garrote e Francisco Garcia Rey




As palestrantes acompanhadas da embaixada galega e o anfitrião



O Porto sentido de Adelaide Moça














FESTA DA ARTE

Uma plateia de galegos e portugueses atenta à História de D. Afonso Henriques!

Obras de artistas galegos, com Alberto d'Assumpção ao fundo!

Esoterismo nacional!


Álvaro Nazareth e a fidalguia dos Fenianos Portuenses!


Sensibilidades variadas!





segunda-feira, 20 de julho de 2009

PONTES LUSO-GALAICAS NO CLUBE FENIANOS PORTUENSES

Um derradeiro olhar!
Fim de festa!

Marcelo Léonard


Últimas impressões!




Sara Garrote (CHUCA)



sexta-feira, 17 de julho de 2009

PONTES LUSO-GALAICAS
(nos novecentos anos do nascimento de Afonso Henriques)
Mais de quatro dezenas de artistas plásticos oriundos do Alentejo até às Rias Altas da Galiza apresentam uma multifacetada exposição de pintura, escultura, cerâmica, fotografia e tapeçaria.
As 18 horas do dia 18 de Julho marca a inauguração deste evento, no Salão Nobre do Clube Fenianos Portuenses, patente ao público todos os dias das 14 às 21 horas, com entrada livre.

quinta-feira, 16 de julho de 2009

terça-feira, 14 de julho de 2009

ABÍLIO MARCOS


1.100
Abílio Marcos, nasceu em Maceira - Sintra no dia 10 de Fevereiro de 1967.
Só no início de 1990 é que começou a utilizar a pintura como forma de expressão.
Dos 4 aos 14 anos viveu em França e recentemente, 3 anos nos EUA.
ALGUMAS EXPOSIÇÕES:
2008 - Espaço AmArte – Lisboa
- Hospital Amadora-Sintra – “ Momentos de Cor ”
- Galeria do posto de turismo da Moita – “ Sentimentos Poéticos ”
- Clubhouse – Vila Sol Hotel – Vilamoura
- Sara Lee – 1 er - Grimbergen – Bélgica
- Accord Group - Zwijnaarde – Bélgica
- SG Private Banking - Kortrijk – Bélgica
- FL Systems n.v. -Oudenaarde – Bélgica
- Puilaetco Bank - Gent – Bélgica
2009 -Taurus. IN.V. – Antwerpen – Bélgica
- Galeria Saramy Arte – “ Ondas de cor ” – Porto
- Hospital da Luz- Jardim de Inverno - Lisboa
" - ART 21 - MGM GRAND CASINO- Conference Center Las Vegas – EUA
" - Centro Cultural de Belém - Lisboa
" - Palácio Foz - Lisboa
" - Palácio Gorjão – Bombarral
" - Casa da Cultura D. Pedro V – Mafra
" - MAC 21 - Feira Inter. de Arte Contemporâneo - Marbella - Espanha
2002 - Galeria Capitel - Leiria
" - Signature Gallery - West Hartford - EUA
" - Gallery on the Green - Canton – EUA
2003 - World Fine Art Gallery - Nova Iorque - EUA
REPRESENTADO:
Museu de Peniche; Câmara Municipal de Sesimbra; Câmara Municipal de Aveiro; Instituto Português
da Juventude de Viana do Castelo; Junta de Freguesia de Cascais; Câmara Municipal de Arruda dos Vinhos; C. Municipal de Sintra; C. Municipal da Lourinhã.
Colecções particulares em Portugal, Espanha, França, Bélgica e EUA.
BIBLIOGRAFIA:
Mencionado no Guia D' Arte e no Anuário das Artes Plásticas da Estar Editora, desde 95.
50 Anos de Pintura e Escultura em Portugal da Universitária Editora.

ADELAIDE MOÇA


Adelaide Moça é natural de Matosinhos.
Assina os seus primeiros quadros a óleo em 1994. Desde que se conhece sentiu-se com tendência natural para a pintura. Completamente apaixonada pela cidade invicta, pinta-a com exuberância. Pinta principalmente: as suas ruas, casas, ruelas, recantos, edifícios, pontes, igrejas, monumentos históricos, a Ribeira, a Foz, o Rio Douro e as suas embarcações que navegam rio acima, rio abaixo, arrastando no seu lastro fantasias de mundos imaginados. 95% dos seus quadros são da cidade do Porto.
A sua pintura é naif, que desde os tempos de Henri Rousseau, em meados de oitocentos, ganhou lugar próprio entre as criações artísticas. As aparentes infantilidades e ingenuidades da sua pintura, produzida de modo intuitivo, sem preocupações técnicas, movida pelo único objectivo de reproduzir na tela a realidade que a circunda, transportam-nos a figurações fiéis dos temas pintados, as mais das vezes os recantos da cidade do Porto, objecto do seu fascínio.
Revisitar a Cidade Invicta através das telas de Adelaide Moça é viajar por uma cidade de aparência onírica, bem mais perto das reminiscências do nosso imaginário do que da realidade triste e cinzenta com que às vezes se nos mostra a nossa cidade.Para além do mais que eleito tema da cidade, são variados os outros temas por onde a pintora deixa correr a sua imaginação que, sempre com cores alegres, desprendidas dos códigos escolares, transporta para a tela, desde a figura humana até às naturezas-mortas, passando pela aventura da abstracção.

ALBERTO D'ASSUMPÇÃO


Filho do pintor Manuel D’Assumpção, nasceu em Lisboa em 1956. É membro da Sociedade Portuguesa de Autores e da Associação Portuguesa de Artistas, do International Illustrated Letter Writing Society, do grupo “Artists For Peace” e do “Archetypal Expressionism”. Integra a equipa de colaboradores do CECLART, Circulo Cultural Europeu das Artes. Está representado nas colecções do Banco de Portugal, Fundação Cupertino de Miranda, J.P.F., Casa de Pascoaes, Herdeiros do poeta António Pinheiro Guimarães,etc.. É autor de diversos cartazes, capas de publicações e logótipos e tem obras suas reproduzidas em capas de livros. Integrou o Júri de selecção da II e da III Bienal de Arte Jovem de Vila Verde. Foi seleccionado pelo Júri Internacional para participar na 4ª Bienal Internacional de Arte Contemporânea de Firenze – Itália. Foi selecionado para participar no “BIRD 2005 International Art Award”, Pequim – China e na 1ª Bienal Internacional de Arte de Chapingo, México. Inicia a sua carreira internacional como artista da Perdurabo Art Agency – London. Actualmente é representado internacionalmente por RCG Consulting Group.
É citado no “Dicionário de Artistas Plásticos de Portugal” da Estar Editora, em “Artes Plásticas – Portugal” da Adrian Editora, em “Aspectos das Artes Plásticas em Portugal – III”, “Arte – 98” e “Anuário Internacional de Arte 2003” de Fernando Infante do Carmo, está referenciado no “Arteguia – Directório de Arte Espanha e Portugal”, no “Guia d’Arte”, no “Who is who of the Portuguese Artists”, da Sol Invictus Publicações, no “Anuário das Artes Plásticas” da Estar Editora, no “Artes 2001 – Directório de Artes Plásticas”, da Publicenter, no “Magazine das Artes Plásticas” nº1, em “Surrealismo abrangente – colecção particular de Cruzeiro Seixas” Fundação Cupertino de Miranda, e em “Freedom & Art”, Mirca Art Group, Suécia.
PRÉMIOS
2º Prémio em “BIRD 2005 International Art Award”, Pequim – China
3º Prémio em “Artperiscope.com art Project: the Light” (2006), Czestochowa, Polónia1º Prémio em “3th Artperiscope Artwork Competition” (2008), Czestochowa, Polónia

ANTIA SANCHEZ

1.400

Licenciada em Belas Artes, na especialidade de pintura na faculdade de Pontevedra, Galiza.
Curso de ilustração ministrado por Isidro Ferrer, 2002.
Curso de som, edição e criação de música electrónica com os programas Buzz e Cool Edit Pro. ministrado pelo artista Finlandês Teemu Raudaskoski. 2003.
Entorno max, 2004 ministrado por Miguel Seoane, membro do colectivo Ludd4567 e alg-a.org.
Classes maxistrais de ilustração ministradas pelos artistas: Rui Olveira, Pep Monserrat, Arnal Ballester, Noemí Villamuza, Isidro Ferrer e Miguel Anxo Prado, a pretexto do salão do livro infantil e juvenil. Pontevedra 2007.
curso de pintura ministrado pelo artista cubano Nelson Villalobos realizado no MARCO, Vigo 2007.
curso de autoedição de livros objecto, oficina de edição alternativa. Ministrado por Gustavo López realizado no PROXECTO EDICIÓN, Pontevedra, 2008.
EXPERIENCIA PROFESIONAL
Professora de espanhol a estrangeiros. Pontevedra 2002-2004
Ajudante de produção aos artistas na Bienal de Pontevedra, Julho 2004.
Coordenadora de recursos humanos no festival IFI festival galego de novas tendências, Pontevedra, Maio 2004.
Coordenadora de “precuelas e secuelas” actividade paralela ao festival IFI, festival galego de novas tendências, Novembro, Dezembro 2003, Janeiro, Fevereiro, 2004.
Desenhadora gráfica para os compilatórios editados em alg-label.com e recopilatorios.2005-2008.
Professora de pintura e debuxo em centros culturais e sociais.Vigo.2005-2007.
Ajudante de produção na exposição “DO REVÉS” em MARCO, Museu de arte contemporânea de Vigo. Julho 2006.
Membro do colectivo alg-a 2004,2005,2006,2007,2008. Gestão dentro da página web da galeria.
Membro da equipa de organização de fronteiras07, encontro transdisciplinar de artistas. Residências artísticas em San Simon, Redondela. 2007.Membro da equipa do Laboratório alg-a.

ANTÓNIO AGANTE


Nascido em 21 de Fevereiro de 1958 em Soure, Coimbra.
Artista plástico contemporâneo. O seu trabalho assenta no domínio pictórico, no qual explora as técnicas de óleo e acrílico, que reside no âmbito da pintura figurativa, com tendência para uma abstracção tão interna, que é quase mística.
Está representado em diversas colecções privadas.
Instituições das quais é sócio:
- SNBA – Sociedade Nacional de Belas Artes
- ANAP – Associação Nacional dos Artista Plástica. Comité Nacional Português
para ANAP/UNESCO
- MAGENTA – Associação dos Artistas pela ARTE - Figueira da Foz
- MAC – Movimento Artístico de Coimbra
Publicações onde é referenciado:
- Anuário Internacional de Arte 2003
- Anuário Luso-Brasileiro de arte 2005
- Agenda Arte 2005 – Brasil
- Linhares – Directório de Artes 2005-2006
Está representado em diversas colecções privadas.
Menção Honrosa do Júri do Museu Arte Moderna de Resende - Rio de Janeiro - Setembro 2008

Troféu de Cristal e Diploma, da Assembleia Legislativa de S. Paulo, do Prémio, “MÃOS E MENTES QUE BRILHAM”
na classe de Artistas Plásticos, Dezembro 2008
Menção Honrosa na 8ª BIENAL DE MALTA

ANTÓNIO NETO

SANTIAGO
granito esculpido
400

Descendente de uma geração de santeiros, António Neto, é hoje um dos raros artesãos que mantém a tradição de perpetuar a arte de transformar o granito, nas imagens que ainda hoje preenchem o nosso imaginário iconográfico.

Não há santo popular que António Neto não possa moldar sob o impulso do seu cinzel.

Há mais de 50 anos que este homem simples, nas margens do Cávado, cinzelada após cinzelada, vai construindo uma pleíade de imagens populares que se vêem nas fachadas das casas portuguesas, desde o mais nobre palácio às mais humildes casas.

AURELIANO AGUIAR


Natural de Coimbra, o escultor Aureliano Aguiar tem exposto por todo o país e na Alemanha.
Tem várias obras em espaço públicos.
Tem sido muito referida a escultura de homenagem ao bombeiro, em Almodóvar.
Em 2008, foi-lhe atribuído o “PRÉMIO UTOPIA DE ARTE FANTÁSTICA”, na categoria “ESCULTURA”, com a obra “ARCANJO”, HOJE ADQUIRIDA PELA Câmara Municipal de Sesimbra.Em Odemira está o “Monumento à Árvore”, obra com forte carga de significado, conotada «topológica e simbolicamente com a planície alentejana, como sublinhou José Guilherme Abreu».

BEATRIZ ANSEDE

1.600

Nace en Irixoa (A Coruña), comienza sus exposiciones individuales en el año 1986. La pasión que siente por la pintura la empujan a investigar sobre los distintos soportes y técnicas pictóricas, pasando por distintas etapas evolutivas, en este momento su empeño son las atmósferas y la luz.A lo largo de su carrera profesional ha colaborado con diferentes entidades y participado en numerosos proyectos. En 1995 participa en la ilustración del libro de poesía “Nuevas Luces” y “A La Luz del Miño”, en este mismo año participa en los encuentros luso-galaicos en los antiguos pazos de Viana do Castelo, Portugal. Un año más tarde es llamada a colaborar en la elaboración de un mural en la playa de A Calzoa en Coruxo (Vigo) junto a un grupo de artistas.Años más tarde, en 2000, participa en el curso sobre pintura y animación cultural, organizado por la UNESCO y en los sucesivos años, colabora aportando su obra y su interés a diferentes causas y entidades, como Aldeas Infantiles en Vigo, Artistas solidarios con el pueblo Masai en Santiago, el Comité Antisida de Ourense o Ancianos del mundo en Lugo.En los últimos años ha desarrollado su capacidad organizativa, colaborando de forma activa en eventos como el XII Simposio Nacional de Acuarela celebrado en Santiago en 2004 y un año más tarde la exposición O Mar celebrada en Sanxenxo en 2005 con motivo de la vuelta al mundo de vela Volvo ocean race y siendo socia fundadora de la Asociación de Artistas Galegos, ARGA.Su última colaboración, es una ilustración en el libro de Xulio Valcárcel “Se envellecemos xuntos” en 2008.

CARLOS GODINHO


Nascido em S. Lourenço de Mamporcão (Estremoz). Licenciado em Ensino na variante de Educação Visual, pela Escola Superior de Educação de Portalegre (E.S.E.P.), frequentou a Faculdade de Belas-Artes de Lisboa e é Mestre em Sociologia pela Universidade de Évora.Foram múltiplas as mostras colectivas em que já participou, desde Estremoz, mas também em Portalegre, Campo Maior, Monsaraz, Borba, Vendas Novas, Évora, Viseu, Lamego, Mafra, Porto, São João da Pesqueira, Tabuaço, Vilamoura e Vila do Conde isto em Portugal. No estrangeiro em Espanha, na Caja de Ahorros (Zafra), no Centro Cultural Alcazaba (Mérida), em "Poésie Visuelle dans Paris" (Paris), em "30Th Anniversary ARTEXPO" (New Yorque), em Torino, São Paulo e Londres. Exposições individuais realizou algumas no Alentejo (Estremoz, Évora, Vila Viçosa, Portalegre, Palmela, Elvas, Nisa, Portel, Marvão, Sines, Monsaraz, Alandroal e Montemor-o-Novo. Também em Setúbal, Entroncamento, Belas (Sintra), Constância, Arruda dos Vinhos, São Brás de Alportel, Tavira, Vila Velha de Ródão, Portimão, Arganil e Castelo Branco. No estrangeiro as duas exposições individuais em Zafra (Espanha). Há a destacar a “Concorso Internacional di Pittura Figurativa Contemporanea” (seleccionado) - Fundazione Alfredo D`Andrade - Museu Centri-Studi - Torino (Itália), a “Seconda edizione della rassegna internazionale di arte contemporanea del formato 20x20” – Napoli (Itália), a “MOSTRA TRAJECTOS” - Casa de Portugal - São Paulo (Brasil) e a “MOSTRA BRASIL-JAPÃO - comemoração do centenário” Nichiyu International - Nagoya (Japão), no ano de 2008. Em 2009 esteve presente em "Donna... tra sacro e profano - ISCRIZIONI CHIUSE" - Mostra Internazionale d'Arte Contemporanea - Galleria Civica, Enna (Itália), bem como em Londres. O pintor considera particularmente gratificante a Exposição “Los juegos míticos del pensamiento”, que promoveu em Mérida (Espanha), no ano de 2007, e “Aqui, pelo Sonho é que Vamos”, realizada em 2005, na qual pintou poemas de Sebastião da Gama. Já em 2009 pintou poemas de António Simões, do Livro “Minha Mãe Amassa o Pão”.